deathgasm

Review 2015: #15 – Deathgasm

Metal up your ass!


Não é de hoje que o terror anda de mãos dadas com o rock’n’roll e, mais precisamente, com o heavy metal. Acredito que a maior causa disso é a influência da temática desse gênero musical, em todas as suas vertentes, com o cinema de horror, já que boa parte das letras abordam ocultismo, satanismo, assassinatos, sangue, destruição.

E é inegável a conexão entre filmes e metal e a influência que ambos tem em comum. Músicos como Ozzy Osbourne, Alice Cooper e Dee Snider mostraram seus lados cênicos atuando em filmes de terror, assim como muitas bandas fizeram o lado contrário: criaram trilhas sonoras para alguns filmes, como Anthrax, Iron Maiden, Death Angel.

Às vezes a música também vai de encontro á literatura do gênero, como no caso de Stephen King e sua banda de coração, Ramones. Também rola de algumas bandas convidarem diretores renomados para dirigirem seus videoclipes, como quando o pai dos zumbis George Romero aceitou dirigir o clipe da música “Scream”, da banda de Horror Punk, Misfits, em troca de uma participação da banda em seu filme A Máscara do Terror. Isso sem contar as inúmeras bandas que fazem letras diretamente inspiradas em filmes, como Frightmare e a nacional Cemitério, ou as que trazem apenas alguma referência, como Entombed.

 

Morte ao falso metal!

Morte ao falso metal!

A mútua inspiração é enorme e as duas coisas parecem estar intrinsecamente ligadas, o que se torna algo muito vantajoso tanto para os fãs do metal quando para os de filmes de terror. Quando se juntam esses dois elementos em um só, então, aí é diversão garantida. E é essa diversão que rola em Deathgasm, do diretor neozelandês Jason Lei Howden. O filme foi lançado esse ano e causou um burburinho positivo em vários festivais em que foi exibido, inclusive no Fantaspoa 2015, que até contou com a presença do diretor.

A trama conta a história do headbanger Brodie (Milo Cawthorne), que após se mudar para a casa de seus tios em uma nova cidade, tem que se ajustar á nova vida. Além de lidar com o preconceito de sua família tradicional brasileira cristã, Brodie tenta se adaptar em sua escola, e acaba fazendo amizade com dois nerds, Dion e Giles (Sam Berkley e Daniel Cresswell, respectivamente). Numa ida á loja de discos local, ele acaba conhecendo Zakk (James Blake), o bad boy da cidade, e assim, decidem unir sua paixão pelo metal e montar uma banda, a DEATHGASM. Ao procurar um disco raro na casa de um ex astro do metal, Rikki Daggers (Stephen Ure), que estava vivendo recluso, eles acabam descobrindo uma anotação num papel que contém uma música rara, e visando fazer sucesso, decidem tocá-la. O que eles não sabiam é que aquela música, na verdade se chama “The Black Hymn” e tem o poder de invocar demônios ao ser executada.

O resto é aquela podreira que já se espera num filme do tipo: muito gore, muito sangue, serras elétricas, e até uma cena onde Brodie se defende de seus tios, agora possuídos, com a ajuda de alguns apetrechos eróticos. Howden definitivamente bebeu da fonta do trash neozelandês, que tem como expoente Peter Jackson e seu Trash – Náusea Total e Fome Animal, e conseguiu fazer algo muito além do esperado, mesmo com todos os clichês do gênero, como por exemplo, a paixão platônica de Brodie pela garota mais bonita e popular do colégio que acha que heavy metal é apenas “um bando de caras gritando”.

Deathgasm, claro, tem seus pontos baixos, como alguns diálogos bem cansativos, e em determinado momento pode até se tornar um pouco arrastado, mas a maquiagem e a trilha sonora compensam e muito. Pros fãs de trash (e de thrash também, haha) é um prato cheio, que com certeza vai agradar, seja pelo visual ou pelo som.

4 dildos voadores para Deathgasm

Música animal

Música animal

 


Niia Silveira
Niia Silveira
Mentalidade de Jack Torrance num corpinho de Annie Wilkes. Foi criada em locadoras e bibliotecas e se apegou ao universo do horror ainda pequena. Não cresceu muito em estatura de lá pra cá, mas sua paixão por sangue e desgraça aumenta a cada dia.

0 Comentários

  1. Sem dúvidas esse filme foi uma ótima surpresa, é simplesmente incrível!

  2. […] headbangers leitores do blog podem comemorar, Deathgasm terá uma continuação! O diretor Jason Lei Howden anunciou, em uma publicação no seu Instagram, […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *