catitb5

TOPE NOVE: Lucio Fulci

Hoje é sexta-feira, dia de maldade, OU dia do aniversário do MESTRE Lucio Fulci, que completaria 89 anos de idade, se já não tivesse nos deixado e ido para o The Beyond! Para homenageá-lo, aí vai o TOPE NOVE com as maiores pérolas splatter do sujeito.

AAAAAVE FULCI!


9) O Esquartejador de Nova York (The New York Ripper – 1981)

O cara emula o Pato Donald para esquartejar suas vítimas nesse violentíssimo thriller erótico, parceria de Fulcio com o picareta Fabrizio de Angelis e o começo da sua fase americana mais decadente. Sangue e nudez a rodo, e um roteiro com mais buraco que queijo suíço, mas tá valendo.

nwripper

CHUPA BUÑUEL!


8 – O Gato Negro (The Black Cat – 1981)

Fulci faz o Poe, e mete um gato preto serial killer vingativo, controlado mentalmente por um psíquico para cometer assassinatos. PENSA o quão espetacular não é isso?

Um gato preto cruzou a estrada…


7 – Uma Lagartixa num Corpo de Mulher (A Lizard in a Woman Skin – 1971)

Antes do splatter e de seus filmes infernais, Fulci destilou toda sua maestria no gialli, tendo esse longa – com um dos nomes mais sensacionais de todos os tempo – como uma das referências do subgênero!

lizard.gif

Mais lagartixa ou mais mulher?


6 – Premonição (The Psychic – 1977)

Outro gilallo de Fulci em uma trama que envolve uma psíquica que descobre, por meio de visões e de sete notas musicais, Maestro Zezinho, um cadáver enterrado na parede de casa. Fulci deve gostar tanto desse expediente quanto Poe.

psyc.gif

Chama o Luciano Huck!


5 – A Casa do Cemitério (The House by The Cemetary – 1981)

Segundo filme da trilogia do Inferno de Fulci, e uma das paradas mais sem pé nem cabeça que ele já fez na vida. Um casal se muda para uma casa ladeada por um cemitério que tem a maior das má famas, por conta do antigo morador, um tal de Dr. Freudstein! Mas ainda assim, um clássico!

house by cemetary.gif

Cara de pau!

4 – Pavor na Cidade dos Zumbis (City of the Living Dead – 1980)

UMA GAROTA VOMITA AS PRÓPRIAS ENTRANHAS AO AVISTAR UM PADRE DIABÓLICO!!!! Precisa dizer mais alguma coisa?

tripa.gif

Chamando o HUGO!


3 – O Estranho Segredo do Bosque dos Sonhos (Don’t Torture a Duckling – 1972)

Falta de moralidade, padre pedófilo, cenas de violência gráfica, visceralidade e grosseira misturadas com poesia. ESSE É O FULCI QUE EU CONHEÇO! Fora que foi o filme que fez o diretor ser EXCOMUNGADO pela Igreja Católica!

torture.gif

Um boneco que cai!

2 – Zumbi 2 – A Volta dos Mortos (Zombie – 1979)

Sequência não oficial do clássico de Romero, Despertar dos Mortos, onde Fulci pega os cadáveres putrefatos canibais, mete em uma ilha tropical, e oferece um banho de sangue e nojeira ímpares, o ápice do ciclo splatter italiano!

zombie.gif

Mas é Frboi?


1 – Terror nas Trevas (The Beyond – 1981)

A obra-prima niilista de Fulci! O fechamento da Trilogia do Inferno não poderia resultar em um filme mais splatter, satânico, pessimista e  com uma concentração de mortes bizarras e escabrosas por película nunca antes vista em sua carreira. AI DAQUELE!

tumblr_n9lhhqCdYI1t0demio1_500.gif

Na mosca!

 

 


Marcos Brolia
Marcos Brolia
Jornalista, editor e idealizador do 101HM, é fanático por filmes de terror (ah, vá!) desde que se conhece por gente, dos classudos aos mais bagaceiras. Adoraria ter um papo de boteco com H.P. Lovecraft e virar um shot toda vez que ele falasse a palavra “indizível”.

4 Comentários

  1. alucardcorner disse:

    Beyond e Zombi! E difícil decidir qual o melhor.

  2. Paulo Geovani disse:

    Porque só nove?

  3. Papa Emeritus disse:

    Ave Fulci!

  4. Pedro disse:

    Zumbi 2 não é sequência de Despertar dos Mortos, o filme só tem esse nome por causa do produtor, Lucio Fulci queria que o filme se chama-se “A ilha dos Mortos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *