mrpickles2

O melhor amigo do homem?

Esqueça Procurando Dory e vá assistir Mr. Pickles!


Quando você pensa que a imbecilidade humana atingiu seu auge, você acaba sempre se surpreendendo. A última dessa semana foi um bando de marmanjo infantilóide fazendo mimimi na Internet para que as mães não levem crianças para assistir Procurando Dory, lançamento da Pixar, continuação do hit Procurando Nemo, lançado há 13 anos. UMA ANIMAÇÃO. INFANTIL. PONTO.

Meus queridos, tomem tento, vergonha nessa cara barbada, deixe a pirralhada ir ao cinema ver o desenho delas e vá assistir Mr. Pickles, raios!

Será o cão o melhor amigo do homem? Essa é a questão que prevalece na animação criada por Will Carsola e Dave Stewart para o Adult Swim, que traz a família Goodman e seu border collie, Mr. Pickles. Tommy Goodman é um garotinho de seis anos com as pernas inválidas e que usa órteses nas mesmas. Além disso o núcleo familiar é composto pelos pais de Tommy, Stanley e Beverly e Henry Gobbleblobber, seu avô.

Ele não morde, só late...

Ele não morde, só late…

O desenho retrata o cotidiano da família Goodman, sendo que Stanley tem um chefe abusivo no trabalho, Beverly vive cuidando de casa com uma vizinha louca que vende todo o tipo de muamba e as aventuras do menino e o cachorro, cujo nome vem do fato de que ele adora comer picles em conserva, que Tommy sempre lhe dá ao fim de um episódio. O que seria normal, se não fosse pelo fato de Mr. Pickles ser um seguidor do Cão (perdoem a piada infame)!

Coisa mais comum ao longo dos espisódios ver Pickles torturando, matando, mutilando várias pessoas, encoxando  Beverly (que leva isso na esportiva, por se tratar de um cachorro), outros animais, aspiradores de pó e por aí vai, e também recitando passagens negras para adquirir controle da mente de outros bichos. Sua casinha  leva a um templo satânico onde há um trono e várias pessoas em cativeiro, sendo algumas delas até tratadas como escravos.

O problema é que ninguém da família vê as atrocidades, apenas Henry, que é sempre tachado de louco e de coisas como velho gagá, além da já clássica “Pai, sem mais histórias sobre Mr. Pickles ser do mal”. Entre algumas das várias aventuras da família Goodman, mais precisamente de Tommy e Mr. Pickles, vemos os dois montando um carrinho de rolimã, acampando, lutando contra pedófilos, tentando descobrir a Fada do Dente e por aí vai.

MrPickles3

Quem é o humaninho lindo? Quem é??

São situações realmente infantis e comuns que se tornam engraçadas pela inocência do menino e por todo humor negro empregado na série com perfeição. Além disso, as tentativas de Henry de expor o lado satânico de cachorro são totalmente hilárias e acabam por transformar o clichê do personagem que fala a verdade porém nunca é levado a sério, tipo Pedro e o Lobo, algo que não incomoda os espectadores.

Além disso, é importante citar que, apesar das práticas assassinas e satanistas, Mr. Pickles demonstra um enorme carinho por Tommy, sendo que várias de suas vítimas tentaram tirar vantagem do menino de alguma forma ou zombaram dele por sua deficiência ou por sua idade. Mr. Pickles tem duas temporadas, além de um episódio piloto. A segunda temporada terminou recentemente, dia 26 de Junho e já deixou um gancho para a terceira. Cada uma das temporadas tem 10 episódios que duram entre 10 e 12 minutos, então quem tem interesse em assistir pode matar ambas as temporadas rapidinho.

Mr. Pickles contém uma mistura de humor inocente com humor negro e é direcionada para um público que não se ofende facilmente. Se você não é dos que curte South Park ou Uma Família da Pesada, por exemplo, com certeza pode achar que a animação é uma afronta ao bom gosto, moral e costumes devido as suas situações pesadas e extrema violência gráfica empregada de modo humorístico.

Agora, se você é um louco que nem eu e todo o pessoal aqui do site, o que tá esperando pra ir assistir? Peixinha com amnésia é o escambau!

MrPickles1

Cafuné


Angelus Burkert
Angelus Burkert
Psicopata em formação. Pegou gosto pelo cinema de horror após ir até a sessão de VHS de terror na locadora e olhar todas as capas de filmes possíveis. Fã confesso de música e games, provável que não mude nada com o passar dos anos, exceto o amor pela carnificina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *