2009-1friday-the-13th-reboot

870 – Sexta-Feira 13 (2009)

 

Friday the 13th


2009 / EUA / 97 min / Direção: Marcus Nispel / Roteiro: Damian Shannon, Mark Swift / Produção: Michael Bay, Andrew Form, Brad Fuller, Sean S. Cunningham; Alma Kuttruff (Coprodutora); Walter Hamada, Guy Stodel, Brian Witten (Produtores Executivos) / Elenco: Jared Padalecki, Danielle Penabaker, Amanda Righetti, Travis Van Winkle, Aaron Yoo, Derek Mears


 

Vou confessar que gosto bastante desse remake de Sexta-Feira 13. De todas as refilmagens da Platinum Dunes, encabeçadas por Andrew Form, Brad Fuller e Michael Bay, que inclui aí O Massacre da Serra Elétrica, Horror em Amityville e A Hora do Pesadelo, sem duvida a repaginada a Jason Voohrees foi a melhor.

Além de condensar elementos e passagens dos filmes originais da cinesérie, até em tom de homenagem também, que vai desde um prólogo mostrando Pamela Voohrees sendo decapitada, a sua cabeça sendo guardada em um altar macabro, os primeiros assassinatos com o serial killer cafuçu vestido com um saco na cabeça, até encontrar a infame máscara de hóquei, trouxe um interessantíssimo novo elemento ao personagem nunca antes explorado até então: as habilidades de caçador de Jason.

Diferente do assassino que se “teletransporta” consagrado na franquia, aqui o mascarado corre, arremessa objetos, manuseia arco e flecha, tudo pelo fato de ter sido obrigado a crescer e sobreviver no meio da floresta ao redor do lago Crystal ao perder sua mãe, vivendo nos alojamentos abandonados do acampamento.

2009-1friday-the-13th-reboot.jpg

Medalha de ouro de arremesso de machado

Isso ajuda a jogar uma nova luz sobre a psicopatia e misoginia do sujeito e até certo territorialismo, definindo-o como um sobrevivente, matando os campistas de forma aleatória não só pela pura vingança ou prazer de matar, mas também uma forma de defender seu território.

A essência de Sexta-Feira 13 está toda lá, porém atualizada e repaginada para um novo público, mas que mantém o mesmo espírito: matar jovens idiotas com hormônios em ebulição que só querem passar um final de semana idílico bebendo, fumando maconha e fazendo sexo. Jason continua impiedoso, usando tudo que tem em mãos, e até as próprias, para cometer seus assassinatos violentos, sempre com um ritmo muito mais frenético do que qualquer longa anterior, uma vez que é isso que uma nova audiência pede.

Mas claro, que esse remake conduzido por Marcus Nispel, o mesmo de O Massacre da Serra Elétrica, tem lá suas parcelas de defeitos, principalmente no desenrolar da trama em que Jason mantém como refém a personagem Whitney (Amanda Righetti), por confundi-la com sua mãe em sua mente perturbada, e claro, a presença de um bando de atores qualquer nota, encabeçado pelo mocinho Clay de Jared Padalecki, o Sam Wincherster da série Supernatural.

tumblr_nai9zg4ocs1tvsbvjo5_1280.jpg

Supernature

Mas como o que gostamos MESMO em Sexta-Feira 13 não são as atuações e tampouco o roteiro, e sim as mortes, afinal é disse que se trata um slasher movie, aqui temos algumas boas adições para a série – muitas delas também inspiração/ homenagem aos clássicos anteriores – como a garota presa dentro da barraca de dormir sendo queimada viva pendurada em cima de uma fogueira, a já famosa morte do sujeito alvejado por uma flechada e na sequência a garota sendo empunhalada por uma lança dentro do rio, abaixo de um deque, e quando Jason arremessa de uma longa distância um machado em um dos pobres diabos. E claro, que vai ter cenas de nudez com corpos femininos saradíssimos e cheios de saúde para nenhum fã da série botar defeito.

A tão aguardada volta de Jason Voohrees em Sexta-Feira 13 funciona dentro daquilo que se propõe e é muito melhor que muitos episódios péssimos da franquia tradicional, e apesar de algumas liberdades poéticas e acrescentando algumas características acertadas, não descaracteriza o personagem, como aconteceu com Leatherface no próprio remake de O Massacre da Serra Elétrica ou mesmo com Michael Myers no execrável Halloween – O Início do roqueiro metido a diretor, Rob Zombie.

Por muito tempo uma sequência foi planejada, até confirmada pelos produtores Andrew Form e Brian Fuller, mas que acabou sendo abortada e caiu em um hiato, até recentemente novas especulações sobre um novo Sexta-Feira 13 surgirem, desde a ideia de um found footage oitentista até uma série de televisão, e parece que agora um novo filme para a franquia está programado para o ano que vem, só que um reboot do reboot, ignorando este filme. Vai entender.

friday_the13th01.jpg

Salva vidas?



Marcos Brolia
Marcos Brolia
Jornalista, editor e idealizador do 101HM, é fanático por filmes de terror (ah, vá!) desde que se conhece por gente, dos classudos aos mais bagaceiras. Adoraria ter um papo de boteco com H.P. Lovecraft e virar um shot toda vez que ele falasse a palavra “indizível”.

0 Comentários

  1. Papa Emeritus disse:

    Também gosto desse remake. Tem boas homenagens aos 4 primeiros filmes da franquia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *