Com mil diabos! Salem está de volta em sua terceira temporada

Reestreia coloca personagens outrora destruídos em um novo rumo, com potencial para um futuro promissor


Para quem não sabe (ou sabe mas vale dar um reforço) a série Salem, que retornou em sua terceira temporada na semana passada (sim, aquela que terá Marilyn Manson no elenco) se passa na época do fanatismo religioso em que o puritanismo tinha grande espaço nos Estados Unidos colonial e o clero era a autoridade máxima (qualquer semelhança com os dias atuais é mera coincidência, tá?). Essa autoridade apontava  as mulheres que queriam ser mais independentes, contra a igreja, as mais sábias e as anciãs, como bruxas.

Contexto histórico explicado apenas para ressaltar que este não é o caso de Salem. Ao invés de focar no aspecto sócio-religioso da coisa, o seriado coloca a bruxaria e o satanismo como totalmente críveis e o centro da história. Isso é entretenimento, é o que vende! E mais uma vez, saudamos a ousadia de uma série de TV – que anda aumentando cada vez mais seu nível –  por isso!

Repleto de terror, romance e muito sobrenatural, Salem recebeu inúmeras críticas positivas sendo que as duas primeiras temporadas retratam o amor impossível que vai além morte, e o poder em mãos das famílias ricas do povoado da Nova Inglaterra que ditam regras e mandam em tudo com aquela ajudinha da igreja, é claro! Uma ótima sacada dos produtores foi terem deixado cliffhangers no final das temporadas anteriores deixando sempre um TALVEZ pairando no ar, para uma próxima.

Na primeira temporada, o foco foi  as acusações de bruxaria com as suas punições e enforcamentos. Já na segunda,houve uma guerra entre bruxas que, aparentemente, buscavam a glória de alcançar um objetivo em comum: trazer Lúcifer para a terra, o que se concretiza as vésperas do season finale. Como esperado, um destino trágico cai sobre a maioria dos personagens principais.

Clube do bolinha

 

Em sua reestreia, os roteiristas buscaram adaptar os personagens às suas novas condições, enquanto que frágeis alianças se formavam contra Lúcifer. A bruxa Tituba, por exemplo, assumirá o lugar do vidente/druída Petrus, que havia sido assassinado por John Alden. A relação entre Cotton Mather e Anne Hale se deteriora ainda mais. Tudo indica que Mary Sibley realmente está morta, mas nem mesmo o poder ancestral da Condessa von Marburg parece estar imune frente a maldade do capeta em forma de guri.

Isso tudo ainda com a promessa do próprio demônio encarnado  trazendo a escravidão das bruxas que o criaram e a devastação da face da Terra! Sentiu o drama? E vale sempre lembrar que o elenco contará com uma ajudinha do super creepy Manson, responsável pelaa trilha sonora de abertura do seriado e fará uma participação especial. É o começo de um novo ciclo na corrida pela sobrevivência, mesmo que para isso haja traição, dor e muitas perdas, inclusive do amor de mãe e filho.

Outro ponto a se ressaltar são os cenários, a maquiagem e os figurinos que continuam impecáveis representando o período com fidelidade. Tudo com muitos detalhes e uma grande variedade de personagens que fazem com que Salem não fique um novelão entediante e o telespectador tenha que prestar mais atenção em  tudo para poder se deleitar com o espetáculo visual.

“Após a queda”, título do episódio inicial, resume bem este retorno, que faz uma recapitulação da temporada passada e amarra cada ponta solta, colocando os personagens outrora destruídos em um novo rumo, que ainda renderá muito pano pra manga. Além de reformular o destino de seus protagonistas, novos elementos foram acrescentados para apimentar ainda mais a situação caótica estabelecida. Há potencial suficiente para que esta seja a melhor temporada de Salem!  


Val Vallone
Val Vallone
Paulista, professora de inglês, foi apresentada aos primeiros filmes de terror por sua mãe ainda criança, apaixonando-se por Christopher Lee, Peter Cushing e Bela Lugosi. Quando adolescente, conheceu o universo dos games e também os incluiu em suas prioridades de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *