6e192b733d41ede4a56ca56eecdc

ESPECIAL RE: HQRROR #27 – Resident Evil: The Official Comic Magazine

Leopardos e gorilas zumbis são demais!


Seguindo com a nosso ESPECIAL RE, iremos fuçar as entranhas do mundo dos quadrinhos baseados na famosa série de jogos, que também foi contaminado pelo vírus-zumbi. Mesmo sabendo que houve várias transposições da a mídia, acabamos optando pela leitura da primeira, Resident Evil: The Official Comic Magazine, por ter sido a influência para o desenvolvimento das demais, lançado em 1998 pela Wildstorm, selo da DC Comics.

A primeira edição tratará dos acontecimentos que antecipam o primeiro game e os momentos que o conectam ao segundo. Na edição seguinte, nos aprofundamos no pandemônio que virou Raccon City após a epidemia de zumbis se alastrar pela cidade. Acontecimentos paralelos, como o modo que o zoológico da cidade foi afetado, enriquecem muito a história da série. Da terceira edição até a quinta, seremos mergulhados nesses eventos concomitantes aos incidentes principais da história. Não haverá um foco específico em quaisquer personagens e a maior parte do tempo serão expostos detalhes das histórias aludidas em algum momento nos dois primeiros jogos.

Os quadrinhos da série totalizam dezesseis histórias, escritas e desenhadas por diversos artistas, que trataram dos pequenos buracos de informação que surgiram no desenvolvimento do plot do jogo. Acontecimentos que ocorreram em paralelo aos fatos principais, focados nas narrativas dos games, são mostrados com uma significativa riqueza de detalhes. Minúcias como os sobreviventes do primeiro jogo reagiram aos acontecimentos que os atingiram, explicações repleta de pormenores sobre o modo que Wesker estava relacionado a UMBRELLA Corp. e a forma como a primeira infecção atingiu os cientistas responsáveis pelo desenvolvimento do T-Vírus são exemplos dos meios utilizados para aprofundar ligeiramente a personalidade das personagens nas HQs.

Outro ponto a se ressaltar é a forma como as emoções são retratadas. Como os primeiros jogos da série foram feitas em plataformas que não possuem tanto detalhamento gráfico, é relevante observar que a leitura das HQs supre essa falha, permitindo termos uma ideia mais precisa sobre o modo como os heróis e vilões do jogo reagiram em meio os fatos da narrativa. Intercalando a continuidade das histórias, em algumas edições temos interessantes entrevistas com alguns dos responsáveis pelo desenvolvimento de Resident Evil. Algo que vale a pena para os mais interessados na franquia como um todo.

A expansividade que a série ganha nas HQs é bem lógica e não apela para exageros. O modo como os vírus zumbis afetam o mundo inteiro soa plausível e irá agradar leitores não tão familiarizados com a realidade apresentada nos jogos. Apesar de pequenas distinções entre certos acontecimentos ocorridos nos jogos, como o modo que os Lickers surgem, acredito que mesmo os fãs mais fissurados de RE ficaram felizes com que é contado nos quadrinhos.

Com uma leitura rápida e agradável, as cinco edições que compõe Resident Evil: The Official Comic Magazine servem de material suplementar para aqueles que já finalizaram os dois primeiros jogos da franquia e gostariam de ter tido um pouco mais da história, em uma época em que não existia DLCs. Mas é importante dizer que ela deve ser lida apenas se você já terminou o enredo dos jogos ou não vai jogá-los de nenhuma forma, uma vez que praticamente todas as reviravoltas da trama principal são expostas.

Ficha Técnica:

Resident Evil: The Official Comic Magazine – 1998

Roteiro: Ted Adams

Arte: Ryan Odagawa, Kris Oprisko

Editora: Wildstorm / DC Comics

a7ccaf179d0ad8d873-31

a7ccaf179d0ad8d873-27

a7ccaf179d0ad8d873-37

 

 


Tauami de Paula
Tauami de Paula
Estudante de Letras e de Filosofia, esse apreciador do absurdo e do inexplicável sempre encontrou mais sentido na arte do que na vida. Sendo raramente visto fora de casa, passa os dias lendo, escrevendo e criando teorias sobre tudo aquilo que não entende.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *