1362666037-5

TOPE NOVE – Space Horror

Acompanhando o lançamento de Vida, novo longa de Daniel Espinosa que chegou aos cinemas nesta quinta-feira, e já fazendo uma contagem regressiva para Alien: Covenant, fica aqui uma listinha de outro mundo!

O tema do TOPE NOVE da vez é, como o título já diz, terror no espaço sideral. Pra deixar tudo mais interessante, as únicas regras são – não limitar ao universo cinematográfico e nem considerar os filmes da franquia Alien, que seriam as escolhas mais óbvias.

9 – Jason X (2001)

Uma lista de filmes de terror no espaço que não comece com Jason X não merece qualquer credibilidade. Um dos slashers mais avacalhados e nonsense de todos os tempos, essa pérola proporcionou algumas das cenas mais memoráveis protagonizando o garotinho Voorhees em sua versão tecnofuturistaespacial, vide o congelamento facial, marca registrada do super vilão e uma das mortes mais originais e divertidas do horror. Um baita guilty pleasure, pra dar o ponta pé inicial nessa lista com bom humor.

Morrer dormindo nunca foi tão doloroso

Morrer dormindo nunca foi tão doloroso

8 – Viagem À Lua de Júpiter (Europa Report – 2013)

Saltando da zoeira para o filme mais sério, pé no chão, subestimado e desconhecido dessa lista. Lançado em 2013, Europa Report é inteiramente contado do ponto de vista das câmeras internas de uma estação espacial em missão para Europa, uma das luas do planeta Júpiter, considerada uma das atmosferas mais “amigáveis” do sistema solar. Com uma inspiração totalmente hard sci-fi, o horror reside no isolamento e solidão proporcionados pelo espaço. Ah, mas não é só isso não, o finalzinho ainda aguarda uma surpresa muito legal!

Big Brother Espacial

Big Brother Espacial

7 – O Enigma do Horizonte (Event Horizon – 1997)

Essa maravilha subestimada dos anos 90 tem conquistado um status cult nos últimos anos que é bem merecido. O longa do fraquíssimo diretor Paul W. S. Anderson possui uma série de imagens e conceitos infernais absolutamente geniais, porém em grande parte perdidos para sempre, graças a ação de estúdios sacanageiros que não estavam prontos para o horror cósmico visionário.

"Para onde vamos, não precisaremos de olhos"

“Para onde vamos, não precisaremos de olhos”

6 – Doom 3

A franquia Doom é um marco no universo dos FPS (jogos de tiro em primeira pessoa) e, mesmo com os gráficos ultrapassados, ainda habita um lugar de destaque na memória dos jogadores. No entanto, foi em Doom 3 que realmente tivemos a oportunidade de explorar estações espaciais e o solo de marte pela primeira vez, tudo isso enquanto lutamos contra demônios das mais profundezas do inferno. Bem gráfico em sua violência e assustadoramente atmosférico, Doom 3 chegou a se tornar um filme, que serve no máximo como momento Sessão da Tarde.

Marcianos do Inferno, duplamente perigosos

Marcianos do Inferno, duplamente perigosos

5 – Dead Space: Downfall (2008)

Esse filme em animação é uma prequela para o jogo Dead Space, narrando os eventos brutais que se passaram na nave Ishimura. Absurdamente sanguinário e gore, o desenho busca inspiração em O Enigma do Horizonte, mas realiza tudo que não foi concretizado no filme de Anderson. Insanidade e violência são palavras chave para este que é um dos desenhos mais assustadores já feitos. Há ainda uma outra animação, Aftermath, que também explora a fantástica mitologia do jogo.

No próximo episódio de Alienígenas do Passado...

No próximo episódio de Alienígenas do Passado…

4 – Terra Formars

Saltando de terras americanas diretamente a terra do Sol Nascente, temos a adição mais porradeira da lista. Em Terra Formars (o mangá), um experimento científico que pretendia terraformar o planeta Marte resultou na criação de super baratas humanoides. Apesar dos bichos aparentemente ficarem de boas no planeta vermelho, um vírus surgido em sua comunidade deu as caras na Terra, forçando as nações mais poderosas do mundo a irem buscar uma cura direto na fonte do problema. Para enfrentá, vários humanos foram selecionados para participarem de um projeto de transmutação genético, mesclando-os com insetos e outros animais. Também entra para a lista das obras mais grotescas e sanguinárias da lista. Destaca-se pelo ritmo alucinante com que a história se desenvolve. Além do mangá, existe um anime e, mais recentemente, um filme dirigido por Takashi Miike, de qualidade duvidosa.

Quase um Re-animator

Quase um Re-animator

3 – Nameless

Já faz um bom tempo que os grandes quadrinhos e quadrinistas americanos estão nos mercados paralelos ao mundo dos super heróis da Marvel e da DC. Um desses nomes é Grant Morrison, figura lendária, que aqui busca inspiração em ninguém mais, ninguém menos que H.P. Lovecraft – como todos os outros que atacam com horror cósmico -, para criar um quadrinho confuso, sobre o encontro de um grupo de astronautas com uma construção alienígena que parece estar além da compreensão humana.

nameless-004-016 (1)

O que é ser humano?

2 – Tropas Estelares (Starship Troopers – 1997)

Pois bem, aqui está o melhor filme dos anos 90. Pronto, falei.! Paul Verhoeven imbue cinismo e ironia pesadas em uma obra futurista onde a humanidade viaja para o espaço para combater insetos gigantes. Carregado de ação, mutilação, batalhas e destruição, é um longa super empolgante e divertido, com efeitos especiais que se sustentam bem hoje em dia. Tropas Estelares é uma das coisas mais fantásticas que o cinema já ofereceu para nós, humanos, e para os insetos também.

E você, já está fazendo a sua?

E você, já está fazendo a sua?

1 – Dead Space

Muitas são as obras que bebem da fonte de Alien, o Oitavo Passageiro, para criar estética e atmosfera, e de Lovecraft, para criar conteúdo. Poucos conseguem mesclar essas influências e ir além, criando um produto que consegue ser ainda melhor. Esse é Dead Space, obra seminal do horror no século XXI, que veio na forma de um survival horror em terceira pessoa, com um dos universos mais elaborados e assustadores já criados. O necromorfismo, a violência, o isolamento, a loucura e o mal indizível e incompreensível são todos presentes nesse jogo brilhante e tenso pra cacete.

No espaço, seus olhos estão sempre em perigo.

No espaço, seus olhos estão sempre em perigo.


Daniel Rodriguez
Daniel Rodriguez
Fã de horror em suas diferentes formas, principalmente cinematográfica. Incapaz de adentrar igrejas, pelo risco de combustão espontânea, dedica sua vida pagã a ensinar inglês, escrever sobre o gênero e, mais recentemente, fazer seus próprios filmes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *